17º Dia do Jejum de Daniel – O que antes era impraticável

17º Dia do Jejum de Daniel – O que antes era impraticável

jejum_banner17
Finalmente, irmãos,
TUDO o que é verdadeiro,
TUDO o que é respeitável,
TUDO o que é justo,
TUDO o que é puro,
TUDO o que é amável,
TUDO o que é de boa fama,
se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que OCUPE o vosso pensamento. Filipenses 4.8
Muito temos falado da grande necessidade de obedecer à Palavra de Deus.
Tratando-se de obediência, não podemos escolher o que queremos obedecer.
Ou obedecemos ou obedecemos!
O apóstolo Paulo nos faz uma recomendação muito difícil de se praticar, principalmente nos dias de hoje, mas não impossível.
Ele nos orienta em que devemos pensar.
A mente é um espaço vazio que constantemente é visitado.
A nossa obrigação é selecionar quem a ocupará ou não.
Você jamais aceitaria conviver na sua casa com alguém que lhe é nocivo. Da mesma maneira, não podemos manter pensamentos que nos são prejudiciais.
Porque são esses pensamentos que neutralizam a fé, e sem fé é impossível agradar a Deus. É um verdadeiro bombardeio 24 horas por dia, 7 dias na semana, 31 dias no mês, e por aí vai.
Mas é no Jejum de Daniel que damos lugar somente aos pensamentos que coadunam com os Pensamentos de Deus. A verdade é que todos aqueles que querem agradar a Deus, com certeza reconhecem que este jejum deveria fazer parte do nosso dia a dia, da mesma forma que o Pão nosso de cada dia.
Resumindo:
O Jejum de Daniel veio também para nos ajudar a praticar o que era impraticável.

2 comentários:

TIA CLÁUDIA - EBI - PARAIBA disse...

Tá ligado, vamos ensinar as nossas crianças a praticar o temor e a obediência a palavra de Deus, no seu dia a dia. TIA CLÁUDIA - EBI - JOÃO PESSOA / PB.

poliana cardoso disse...

E isso mesmo temos que blindar nossos pensamentos e ensinar os kids e teens a fazer o mesmo. COORDENADORA TIA POLI - TERESINA PIAUI