Unidade 3 - Ajudando uma Viúva (História) Profeta Eliseu

Certo homem, discípulo dos profetas, morreu e deixou mulher e dois filhos. Este homem
respeitava a Deus e O servia com amor e obediência, e as pessoas reconheciam que ele era de Deus.
Aconteceu que, depois que morreu, a viúva dele ficou sem condições de sustentar a ela
e aos filhos e, com isso, as contas aumentaram e a viúva ficou com muitas dívidas, até que um
credor, a quem ela devia, a procurou e disse: “Quero receber o que você me deve. Voltarei depois
e, se você não me pagar, levarei seus dois filhos como escravos para trabalhar para mim”.
Ah, que triste situação!
 Não é mesmo, crianças? Além de ter perdido o marido, ela perderia também os filhos se não conseguisse pagar aquela dívida. Sem ter condições para resolver tal situação, a viúva foi pedir ajuda ao profeta Eliseu e disse: “O meu marido morreu e, como sabe, ele era um grande homem de Deus. E agora o credor levará meus dois filhos como escravos, se eu não lhe pagar”.
Eliseu perguntou o que a mulher tinha em casa, e ela respondeu:
“Não tenho nada, além de uma botija de azeite”.
Então, Eliseu disse para a viúva pedir emprestadas aos vizinhos muitas vasilhas, e que depois
ela deveria ir para casa com os filhos. E em casa, com as portas fechadas, deveria derramar aquele
azeite nas vasilhas emprestadas que havia conseguido. A mulher obedeceu ao que o profeta Eliseu havia dito, e imediatamente saiu pedindo vasilhas a todos os seus vizinhos. Ao chegar a casa com os filhos, começou a encher as vasilhas. Os filhos lhe entregavam e ela as enchia, até que ela disse: “Traga-me outra vasilha”. Porém não havia mais nenhuma e, naquele momento, o azeite parou de se multiplicar.
Depois disso, a viúva foi até o profeta Eliseu e contou tudo o que havia acontecido.
Amiguinhos, o que ela faria com tanto azeite? (Espere a participação).
Eliseu falou para a viúva vender o azeite e pagar a dívida. Antigamente, o azeite valia muito dinheiro, pois as pessoas o usavam de diversas maneiras.

1 comentários:

magda centeno disse...

MAGDA DA EBI DA MAPA
O MAIS IMPORTANTE NÃO FOI ELA TER CONSEGUIDO PAGAR A DIVIDA .FOI TER OBEDECIDO O QUE O PROFETA PEDIU E POR SER OBEDIENTE DEUS SE AGRADOU E ACONTECEU O MILAGRE.